Visita de estudantes do Quilombo Mesquita - Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE - 21.09.2023

Alunos do Quilombo Mesquita, na Cidade Ocidental (GO,) conheceram um pouco da história das eleições no Brasil

“A participação das pessoas é essencial para a democracia.” A frase de Jean Magalhães Rodrigues, de 13 anos, reflete a diversidade do eleitor brasileiro, que, a cada dois anos, renova, por meio do voto, a confiança no processo eleitoral do país. Estudante quilombola do 8º ano do Ensino Fundamental, ele foi um dos 21 alunos da Escola Municipal Aleixo Pereira Braga I, localizada no Quilombo Mesquita, na Cidade Ocidental (GO), a participar da visita guiada ao Museu do Voto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta quinta-feira (21), em Brasília. A visita integra a 17ª edição do projeto “Primavera dos Museus”, ação anual coordenada pelo Instituto Brasileiro dos Museus (Ibram).

No local, os alunos aprenderam um pouco sobre os diferentes momentos da história do sistema eleitoral brasileiro. A conquista do voto feminino, a partir de 1932, com a criação da Justiça Eleitoral, foi o que mais chamou a atenção de Daniele Costa Dutra, de 13 anos. “Até então, as mulheres não podiam votar”, afirmou a estudante. Já os analfabetos conquistaram o direito ao voto apenas com a Constituição de 1988. “Tinha muito preconceito na época”, concluiu.

Também estão no Museu os diplomas dos presidentes da República eleitos a partir de 1989, impressos pela Casa da Moeda, e o título de eleitor do ex-presidente Juscelino Kubitschek, doado pela família dele.

Veja mais