Mulheres representam 48% do total de servidores do TSE - 14.08.2023

Alinhado ao objetivo global de alcançar a igualdade de gênero conforme a Agenda 2030 da ONU, o Tribunal promove ações para ampliar a atuação feminina

A participação feminina entre as pessoas que trabalham em cargos efetivos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) corresponde, atualmente, a 48%. Do total de 908 postos, as mulheres ocupam 432. Esses e outros dados podem ser conferidos no painel Servidoras do TSE, divulgado com o objetivo de dar transparência ao panorama demográfico e funcional das servidoras do Tribunal. A página é apenas uma das iniciativas do TSE que se alinham ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 5 de igualdade de gênero, previsto na Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ONU).

Ainda dentro dessa perspectiva, o TSE está em consonância com as orientações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que, por meio da Resolução nº 255, de 2018, estabelece a Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário. A norma orienta que todos os ramos e unidades do Poder Judiciário deverão adotar medidas que busquem concretizar a igualdade de gênero em ambiente institucional.

TSE Mulheres

No TSE, essas ações ocorrem por meio de atividades realizadas principalmente pela Comissão Gestora de Política de Gênero do Tribunal Superior Eleitoral (TSE Mulheres) que, desde 2019, atua no planejamento e no acompanhamento de práticas relacionadas ao estímulo à participação feminina na política e nas instituições da Justiça Eleitoral.

Veja mais