Retrospectiva TSE 2023

Desde 2021, o enfrentamento das notícias falsas é agenda permanente da Justiça Eleitoral

O combate às notícias falsas é agenda permanente da Justiça Eleitoral (JE). Em 2023, ano sem eleições, o enfrentamento da desinformação se manteve como prioridade do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ao longo dos últimos 12 meses, a Corte organizou seminários, recebeu premiações, fortaleceu antigas parcerias e firmou novos acordos para mitigar os efeitos nocivos das fake news no processo eleitoral do país.

O tema é destaque da primeira matéria da série de reportagens Retrospectiva 2023, que a Secretaria de Comunicação e Multimídia do Tribunal (Secom) divulga, de 21 a 29 deste mês, no Portal do TSE. Confira!

Uso de IA é desafio em 2024

Este ano, a discussão sobre um eventual uso da inteligência artificial para propagar mentiras nas redes sociais entrou na pauta do Tribunal, que elabora estudos a respeito do tema. “Tudo para que possamos balizar a regulamentação via resoluções, a fim de evitar malefícios que o mau uso da inteligência artificial, em conjunto com a desinformação nas redes sociais, pode trazer para a democracia brasileira”, afirmou o presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes, em cerimônia de condecoração realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), em novembro.

Veja mais