Urna eletrônica modelo UE 2020 - TSE 2022

Documento está disponível para consulta pública na página do evento

Foi divulgado nesta terça-feira (19) o relatório final com as conclusões da Comissão Avaliadora do Teste Público de Segurança da Urna (TPS) 2023, realizado de 27 de novembro a 2 de dezembro. A Comissão considerou que os achados não comprometeram a integridade, o sigilo do voto e o resultado das eleições, mas recomendou que cinco planos de teste executados durante a primeira etapa sejam replicados na segunda fase do evento, chamada de Teste de Confirmação.

Assim, conforme a recomendação da Comissão Avaliadora, em maio de 2024, os grupos formados por investigadores dos grupos da Polícia Federal (PF) e da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) devem voltar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para repetir as estratégias em uma versão atualizada das urnas eletrônicas e dos sistemas eleitorais correlatos. O objetivo é verificar se as soluções implementadas pela equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE foram suficientemente robustas para barrar as investidas. 

Confira o relatório da Comissão Avaliadora.

Testes que serão replicados em maio

Veja mais